(porque o preço da água NÃO BAIXA em Coimbra)

Capas-dos-jornais-DC-e-DABAs capas dos jornais de ontem

Quem olhasse ontem as primeiras páginas dos diários que se publicam em Coimbra concluiria facilmente que o preço da água vai baixar 5%. Mas isso não é verdade, se lermos com atenção as próprias notícias.

Na realidade, o que vai baixar 5% é, apenas, a denominada “tarifa fixa”, que nas facturas aparece com a (pomposa) designação de “Tar Disp Serv Água”, que deverá significar “Tarifa de Disponibilização do Serviço de Água” e que no preçário das Águas de Coimbra surge com o nome de “Tarifa fixa (por 30 dias)”. Ou seja, aquilo que antigamente se denominava “aluguer do contador”.

[O aluguer do contador, se bem me recordo, foi declarado ilegal e os fornecedores de água criaram esta taxa para “dar a volta” à decisão judicial.]

Refira-se que a taxa é imoral. Em linguagem popular, trata-se de “meter a mão” nos bolsos dos consumidores. Os custos totais do fornecimento de água devem estar reflectidos no preço do metro cúbico. Imagine que, ao entrar num café, era obrigado a pagar o preço da “bica” acrescido de uma taxa de disponibilização do serviço…

web-tarifario_2013-Aguas-de-CoimbraTarifário 2013 das Águas de Coimbra

(embora no “site” esteja identificado como sendo de 2012…)

Para os consumidores domésticos, a esmagadora maioria, a “baixa do preço da água” tão destacada nas primeiras páginas dos jornais aplica-se unicamente ao valor de 4,10 euros, o que vai resultar numa diminuição de apenas 0,205 (20 cêntimos… e meio) mensais.

Deste modo, para que se verificasse uma diminuição de 5% no preço da água era necessário que os consumidores não abrissem a torneira. A partir do momento em que a abrissem, o “desconto” começaria a ser menor, já que o preço do metro cúbico de água se mantém inalterado.

[Exemplo concreto: numa “factura da água” como a última que recebi, estes 20 cêntimos representam 0,5%. Mas quem gastar mais água do que aquela que gasto, terá uma baixa ainda menor em termos percentuais.]

Se quisermos analisar a “baixa da água” em termos anuais, iremos encontrar uma situação semelhante a esta: num pagamento de 375,72 euros à Águas de Coimbra, a empresa faz um “desconto” de 2,46 euros.

Na realidade, trata-se de uma baixa. Mas pequena, muito pequenina. Bem longe, muito longe!, dos anunciados 5%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here