FRANCISCO BAPTISTA (no Qatar) *

web2 qatar-03

É uma honra poder escrever, como fiz em outros lugares, coordenado por um ser humano e jornalista de enorme quilate, o Mário Martins. Conhecemo-nos há muito…

O desafio é escrever como vive alguém que adora Coimbra num País tão longínquo como o Qatar, potência emergente no Médio Oriente e no Mundo. País organizador nos próximos 10 anos de todos os Campeonatos do Mundo de modalidades desportivas importantes, culminando com o “Mundial” de futebol 2022. E apostam nos Jogos Olímpicos de 2024!

Nada melhor que começar por falar sobre o jogo de ontem, dia 2 de Janeiro, Real Madrid- Paris Saint Germain e do chamado “efeito Ronaldo”. Mesmo em Portugal, quando se fala em Cristiano Ronaldo, não se percebe completamente a dimensão actual e global deste português… Direi mais: se lhe pedissem para dizer que é português e não um espanhol do Real Madrid, Ronaldo faria mais por Portugal no Qatar e no Médio Oriente do que enviarem 100 vezes Paulo Portas em viagens-relâmpago para vender alguma coisa que ainda haja por vender. (Aqui  à distância, não consigo vislumbrar muito bem o que se possa ter ainda por vender que não prejudique mais o moribundo Estado Social português.)

Cristiano Ronaldo esteve aqui 24 horas… As filas para o verem…. duravam horas! Ninguém queria saber nada dos outros jogadores do Real; queriam Ronaldo! Quando apareceu em espaços públicos do hotel foi a histeria colectiva! Impressionante até para um português do desporto, como eu…

O Qatar é louco por futebol, mas não pelos clubes locais. Falam de Barcelona, Real Madrid, Manchester United, Chelsea, Arsenal… Idolatram Pélé. Mas poucos sabem quem foi Eusébio, infelizmente – o que resulta da dimensão de cada um dos países e da nossa incapacidade contínua de mostrarmos ao mundo o nosso talento.

Vivo por aqui desde Janeiro de 2010, tentando mostrar capacidade e competência, trabalhando em gestão desportiva e treino desportivo. Afinal, a história da minha vida! Mas disso falaremos em próxima oportunidade.

Aqui, quanto a portugueses, no país mais rico do Mundo e onde o desporto é tratado como actividade de primeiro nível, conhecem-se dois portugueses: Cristiano Ronaldo e José Mourinho! Ah… e já agora, mais um pequeno número de portugueses que diariamente demonstra competência no que faz e procura contribuir para o desenvolvimento deeste país!

Até à próxima.

web Francisco Baptista

* Profissional de Desporto (adverso ao novo Acordo Ortográfico)

2 COMENTÁRIOS

  1. Por mais palavras que Francisco Batista possa utilizar para descrever o Mundo do Desporto no Qatar, nunca consegue transmitir o verdadeiro “Amor” que tem pela causa Futsal. Esse português, tal como a Paula Rego, entre outros que ultrapassaram fronteiras para trabalhar, são tecnicamente muito bons e Portugal devia ter uma maior atenção pelos heróis que “sofrem” a distância de muitos amigos e familiares. A eles desejo muita Sorte e muito Sucesso!!!!

  2. O meu Pai é o Maior!!!! Tenho 6 anos e já treino às 3ªf e 5ª f na AAC. Vou seguir sempre o Maior e Melhor Pai do Mundo!
    Também vou ser o Melhor em Campo, por ti para ti!
    César Cardoso

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here