web aeroporto

Ao terceiro dia de existência do COIMBRA JORNAL, tive de me “afastar” do blogue / pré-jornal electrónico. Compromissos assumidos ainda antes do lançamento do novo sítio obrigavam-me a estar ontem em Lisboa. E vim. Mas vim preocupado, porque a adesão dos amigos e leitores foi tão elevada que eu sentia ser meu dever estar em Coimbra, onde tenho recursos técnicos muitos maiores do que os disponíveis no computador portátil onde agora escrevo.

Logo ontem, que estava em Lisboa, desabou parte de um stand de automóveis na Estrada de Eiras, quase ao lado da casa onde resido. E eu a 205 km de distância! «Que raio de coincidência…», foi o primeiro pensamento. E fiquei ainda mais preocupado. Mas por pouco tempo. O episódio de ontem, afinal, permitiu-me aprender bastante.

Pouco depois do meio-dia, recebi no Facebook uma mensagem do Paulo Jorge Santos (pessoa que julgo não conhecer pessoalmente e que nem sequer é meu “amigo do Facebook”) com uma excelente imagem do desabamento. Publiquei-a de imediato, embora estivesse mesmo “em cima da hora” para me dirigir para um almoço-reunião de trabalho. Durante o percurso no metropolitano fui acompanhando as ligações ao COIMBRA JORNAL e percebi a força daqueles gestos: o rápido envio da foto e a publicação imediata. Têm sido muitas centenas, o total é agora de cerca de 2.000, as pessoas que olharam a imagem do Paulo. A notícia estava dada – mais não conseguia fazer, a tanta distância de Coimbra e com um compromisso que me iria ocupar quase toda a tarde.

À noite, depois de juntar mais alguma informação à foto, reflecti sobre a força da partilha da informação e sobre as possibilidades de actualizar um sítio à distância, com um simples tablet. E percebi ainda melhor, ao mesmo tempo, como Coimbra está necessitada de uma “ferramenta” como este humilde blogue.

Sobre Lisboa, apenas duas sensações: apesar da “greve do lixo”, a parte da cidade onde me movo está mais limpa do que é habitual; e encontrei quem já conhecia o COIMBRA JORNAL. Duas situações agradáveis. E que desfizeram totalmente as preocupações de quem, três dias antes, se envolvera nesta aventura.

MÁRIO MARTINS

1 COMENTÁRIO

  1. ….Uma aventura mas com pernas para andar….já leio ‘Coimbra Jornal’ diàriamente.
    Sim senhor,….. estou cliente!
    Parabéns, Mário!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here