web-DC-e-DAB-2014-01-06-19.18.06

Diário de Coimbra: duas páginas. Diário As Beiras: três colunas (clique na imagem para ampliar)

Os dois diários que se publicam em Coimbra dedicaram espaços muito díspares à notícia da morte de Eusébio: duas páginas inteiras no Diário de Coimbra e três colunas no Diário As Beiras.

Tratando-se de quem se tratava (o maior futebolista português de todos os tempos), conclui-se facilmente que o Diário As Beiras não foi capaz de entender a dimensão da notícia, cometendo um “erro editorial” de palmatória.

O Diário de Coimbra, pelo contrário, compreendeu o verdadeiro “valor notícia” do falecimento de Eusébio e fez aquilo que um periódico regional deve fazer: noticiar um facto de âmbito nacional através das suas ligações à zona geográfica de implantação do jornal. E no caso do Pantera Negra isso até era fácil de fazer, dadas as excelentes relações do jogador benfiquista com muitos dos antigos jogadores da Académica.

“Chapeau!”, portanto, para o mais antigo dos diários que se publicam em Coimbra. Hoje conseguiu uma vitória esmagadora.

NOTA – Modestamente, o COIMBRA JORNAL fez a mesma opção: ao longo do dia de domingo, foi publicando imagens que mostravam essa ligação de Eusébio a Coimbra: o jogador com o fotógrafo “Formidável” em Wembley em 1966 (a foto que escolhemos para destaque), a envergar a camisola da Académica e a posar ao lado do unionista Niza. Outro facto para a história deste blogue: o COIMBRA JORNAL noticiou o falecimento de Eusébio cerca das 8h20, menos de quatro horas após a morte, numa altura em que os grandes meios de comunicação social ainda não tinham divulgado a notícia na Internet.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here