web-MEC

Todos os dias chegam convites para borlas. Para escrever à borla. Para falar à borla. Para ser filmado à borla. Para ser gravado à borla. Não há dinheiro, dizem. (Miguel Esteves Cardoso, “Público”, 23 de Janeiro de 2014)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here