Temos de começar a perceber o que fazer com inúmeros braços que, com ou sem habilitações, ficam progressivamente tão obsoletos como ficaram os ferreiros ou os moleiros. (Expresso online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here