15 C
Coimbra
Terça-feira, 23 Abril, 2024
InícioBATA AZULLiceu D. Maria: reencontro 40 anos depois

Liceu D. Maria: reencontro 40 anos depois

finalistas

Baile de finalistas (1974)

As alunas finalistas de 1974 do Liceu Infanta D. Maria vão reencontrar-se em Coimbra a 31 de Maio, quatro décadas depois e convidam para o encontro os finalistas do Liceu D. João III que com elas colaboraram em algumas actividades.

Em 1974 o Liceu D. Maria era frequentado só por raparigas e o Liceu D. João III apenas por rapazes. Mas existiu nesse ano uma excepção histórica: para haver aulas de Grego o reitor do liceu masculino viu-se obrigado a convidar algumas raparigas do D. Maria para se transferirem para o D. João III, já que nenhum rapaz se inscrevera naquela disciplina. E quatro aceitaram o desafio: estudar no meio de 1.500 rapazes.

Outros dois factos históricos. Nesse ano, os finalistas de ambos os liceus juntaram-se para editar um Livro de Curso conjunto e, deste modo, fazer face aos elevados custos de produção. E reuniram-se igualmente num Sarau que assinalou a inauguração, em Março de 1974, do auditório do Liceu D. João III.

Assim, para o Encontro “Bata Azul”, a cor das batas das finalistas de 1974, são também convidados os alunos do Liceu D. João III que fizeram parte da Comissão do Livro de Curso, os que participaram no Sarau e, ainda, os alunos da turma onde foram inscritas as quatro alunas de Grego.

O encontro reunirá muitas pessoas que não se vêem há 40 anos e o programa está assim delineado:

11h30 – Concentração frente ao Liceu D. Maria
12h00 – Apresentação de cumprimentos à direcção da Escola D. Maria. Sessão de boas-vindas. Visita à escola
13h00 – Foto de grupo
13h30 – Almoço no restaurante Fornos de S. Domingos (Fornos, junto ao IC2)
15h00 – Improvisos e outras comunicações
16h00 – Fados de Coimbra com o grupo “Pardalitos do Mondego”, a comemorar 20 anos de existência, que irá apresentar o novo CD, intitulado “Afluentes”.

Os interessados em participar na jornada de convívio devem contactar o endereço 40anosbataazul@gmail.com, o COIMBRA JORNAL, através do formulário existente na aba “Contacto”, o o grupo criado no Facebook.
O valor da inscrição, 25 euros, inclui uma recordação do encontro.

foto-finalistasFoto oficial das finalistas de 1974

RELATED ARTICLES

1 COMENTÁRIO

  1. Lá estarei com todo o gosto e energia, de livro de curso na mão e fotos guardadas ao longo destes anos!
    Bem haja aos mentores desta ideia genial, pois vai proporcional o reencontro de colegas e amigos de há anos que muita coisa viveram de forma marcante e maravilhosa, desde o convívio existente entre os liceus feminino e masculino (D. Maria e D. João III), que passou por almoço, organização do livro de curso, sarau e o baile de finalistas que foi um sucesso….não esquecendo as amizades e laços criados que ainda hoje nos emocionam! E, corria o ano de 1974………Beijinho grande e espero grande afluência no dia 31 de Maio! É caso para dizer “Viva o dia 31 de Maio de 2014″……..
    Maria da Conceição de Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Célia Franco sobre Redacção da TSF ocupada
Maria da Conceição de Oliveira sobre Liceu D. Maria: reencontro 40 anos depois
maria fernanda martins correia sobre Água em Coimbra 54% mais cara do que em Lisboa
João Vaz sobre Conversas [Vasco Francisco]
Eduardo Varandas sobre Conversas [Vasco Francisco]
Emília Trindade sobre Um nascimento atribulado
Emília Trindade sobre Sonhos… [Mário Nicolau]
Emília Trindade sobre Sonhos… [Mário Nicolau]
Américo Coutinho sobre “FDP” [Salvador Massano Cardoso]
José da Conceição Taborda sobre João Silva
António B. Martins sobre Qual é a maior nódoa negra de Coimbra?
Cristina Figueiredo sobre Encontro Bata Azul 40 anos
Maria Emília Seabra sobre Registos – I [Eduardo Aroso]
São Romeiro sobre Encontro Bata Azul 40 anos
maria santos sobre A carta de Ricardo Castanheira
Maria do Rosário Portugal sobre Ricardo Castanheira é suspenso e abandona PS
M Conceição Rosa sobre Quando a filha escreve no jornal…
José Maria Carvalho Ferreira sobre COIMBRA JORNAL tem novos colaboradores
Ana Maria Ferreira sobre Qual é a maior nódoa negra de Coimbra?
Maria Isabel Teixeira Gomes sobre COIMBRA JORNAL tem novos colaboradores
Maria de Fátima Martins sobre Prof. Jorge Santos terminou a viagem
margarida Pedroso de lima sobre Prof. Jorge Santos terminou a viagem
Maria Emília Gaspar sobre Qual é a maior nódoa negra de Coimbra?
Manuel Henrique Saraiva sobre Como eu vi o “Prós e Contras” da RTP
Luísa Cabral Lemos sobre Como eu vi o “Prós e Contras” da RTP
Eduardo Saraiva sobre Prós e Contras: porquê em Coimbra?
Armando Manuel Silvério Colaço sobre Qual é a maior nódoa negra de Coimbra?
Henrique Chicória sobre Qual é a maior nódoa negra de Coimbra?
Maria de Fátima Pedroso Barata Feio Sariva sobre Encarnação inaugurou Coreto com mais de 100 anos
Isabel Hernandez sobre Lembram-se do… Viegas?
Maria Teresa Freire Oliveira sobre Crónica falhada: um ano no Fundo de Desemprego
Manuel Marques Inácio sobre MARINHO PINTO candidato ao Parlamento Europeu
Maria Teresa Freire Oliveira sobre REPORTAGEM / Bolas de Berlim porta-a-porta
Eduardo Manuel Dias Martins Aroso sobre Crónica falhada: um ano no Fundo de Desemprego
Maria Madalena >Ferreira de Castro sobre Crónica falhada: um ano no Fundo de Desemprego
Eduardo Manuel Dias Martins Aroso sobre INSÓLITO / Tacho na sessão da Câmara de Miranda
Ermenilde F.C.Cipriano sobre REPORTAGEM / Bolas de Berlim porta-a-porta
Eduardo Manuel Dias Martins Aroso sobre De onde sou, sempre serei
Carlos Santos sobre Revolta de um professor
Eduardo Varandas sobre De onde sou, sempre serei
Norberto Pires sobre Indignidade [Norberto Pires]
Luis Miguel sobre Revolta de um professor
Fernando José Pinto Seixas sobre Indignidade [Norberto Pires]
Olga Rodrigues sobre De onde sou, sempre serei
Eduardo Saraiva sobre Pergunta inquietante
Isabel Hernandez sobre Hoje é dia de S. Cristiano Ronaldo
Leopoldo Serra sobre Ronaldo: alma portuguesa a chorar
mritasoares@hotmail.com sobre Hoje há poesia (15h00) na Casa da Cultura
Eduardo Varandas sobre Caricatura 3 (por Victor Costa)
Maria do Carmo Neves sobre FERREIRA FERNANDES sobre Sócrates
Maria Madalena Ferreira de Castro sobre Revalidar a carta de condução
Eduardo Saraiva sobre Aproveitar o lado bom do capitalismo
Eduardo Saraiva sobre Eusébio faleceu de madrugada
Luís Pinheiro sobre No Café Montanha
Maria Madalena Ferreira de Castro sobre Eusébio faleceu de madrugada
José Maria Carvalho Ferreira sobre José Basílio Simões no “Expresso”
Maria Madalena Ferreira de Castro sobre Carta de Lisboa
Manuel Fernandes sobre No Café Montanha
Eduardo Saraiva sobre Mau tempo em Coimbra (imagens TVI)
candido pereira sobre VERGONHA: Mondego ultrapassa margens
Ana Caldeira sobre Desabamento na Estrada de Eiras
Rosário Portugal sobre Desabamento na Estrada de Eiras
manuel xarepe sobre No Café Montanha
Jorge Antunes sobre Mataram-me a freguesia
António Conchilha Santos sobre Nota de abertura
Herminio Ferreira Rico sobre Ideias e idiotas!
José Reis sobre Nota de abertura
Eduardo Varandas sobre Caricatura
Eduardo Varandas sobre Miradouro da Lua
Célia Franco sobre Nota de abertura
Apolino Pereira sobre Nota de abertura
Armando Gonçalves sobre Nota de abertura
José Maria Carvalho Ferreira sobre Nota de abertura
Jorge Antunes sobre Nota de abertura
João Gaspar sobre Nota de abertura
Ana Caldeira sobre Nota de abertura
Diamantino Carvalho sobre Mataram-me a freguesia
António Olayo sobre Nota de abertura
Alexandrina Marques sobre Nota de abertura
Luis Miguel sobre Nota de abertura
Joao Simões Branco sobre Nota de abertura
Jorge Castilho sobre Nota de abertura
Luísa Cabral Lemos sobre Nota de abertura
José Quinteiro sobre Nota de abertura
Luiz Miguel Santiago sobre Nota de abertura
Fernando Regêncio sobre Nota de abertura
Mário Oliveira sobre Nota de abertura