Aurelio-Reis

Aurélio Reis (foto do blogue Guitarra de Coimbra)

EDUARDO AROSO

Faleceu Aurélio Reis, aos 95 anos de idade, coronel médico, intérprete de viola de acompanhamento (decano dos violas), figura conhecida na cidade (e não só), quer pela sua carreira profissional (veja-se, por exemplo, o nome «Parada Coronel Médico Dr. Aurélio dos Reis» inscrito no quartel de Sant’Ana), quer pelo seu percurso ao longo de várias gerações no Fado de Coimbra.

Pertenceu à Tuna Académica da Universidade de Coimbra, tendo conhecido e tocado com nomes míticos da guitarra, como Flávio Rodrigues, Artur Paredes, Afonso de Sousa, António Brojo e António Portugal, entre outros. Para além das suas vivências académicas no âmbito do fado e da guitarra, participou em programas televisivos e gravou vários LP e CD.

Há poucas semanas foi-lhe prestada uma sentida homenagem por militares, por instrumentistas e cantores, numa iniciativa da Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), da Brigada de Intervenção e da Associação dos Antigos Tunos da Universidade de Coimbra (AATUC). A homenagem teve lugar na Parada que tem o seu nome, no Quartel de Sant’Ana.

O corpo estará a partir de hoje, domingo, em câmara ardente na Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, em Coimbra. O funeral terá lugar na segunda-feira, às 10h00.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here