FRANCISCO CALEIRA *

 

Paddy Corner passa agora a chamar-se Avenida Diagonal. O “paddy” deixou a húmida Irlanda e partiu para os ares mediterrânicos de Barcelona. A costela irlandesa continua bem presente e fez-me lembrar o que seria a “Copa” perfeita por entre as desilusões lusas e espanholas.

Esmagados, tacticamente equivocados e consequentemente humilhados, portugueses e espanhóis foram derrotados na ronda inaugural da “Copa da Dilma”. Pois é, nem sempre as coisas correm como se desejava, ou, muito menos, pela lei (teórica) do mais forte. Bento queria empatar, mas deu um grande tiro nos pés. Del Bosque queria ganhar, obviamente, por ter uma equipa, no papel e em teoria, mais forte que a Holanda, contudo acabou auto-flagelado.

Por entre estes actos, lembrei-me o que seria o Brasil 2014 perfeito para nós portugueses – ou pelo menos para mim. Seria aquele em que participasse Portugal e os outros 31 adversários fossem a Irlanda! Os tugas ficavam felizes da vida por ganhar. Os paddys ficavam felizes por fazer a festa qualquer que fosse o resultado! Infelizmente, o “Mundial” perfeito não existe… Incomodamente, existe Paulo Bento, a FPF, a UEFA, a FIFA, a Budweiser, a Adidas, a Coca-Cola e a Johnson & Johnson, entre outros membros do largo universo de interesses que rodeia o mundo do futebol.

Exacto, lá se foi a tal “Copa” perfeita. A copa com sabor a bacalhau e vinho regional (de qualquer região) de um lado, contra o paladar de um Guinness Stew, servido depois de um Midleton como aperitivo.

Assim, com a mudança de ares, acho que opto por terreno neutro e fico-me por umas “tapas”, numa esplanada na praia Mar Bella, acompanhadas por uma refrescante “caña” de Estrella Damm (apenas para manter as aparências porque prefiro a Estrella Galicia). Sempre disfarça a desilusão e faço boa figura entre os meus novos anfitriões!

Bom “Mundial” para todos!

Francisco-Caleira-Av-Diagonal

infografia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here